Ruanda

Ihuriro significa esforço colectivo da comunidade com vista a conseguir algo prático para os agregados familiares. O termo deriva do significado do verbo Kinyarwanda 'guhura' que significa ‘reunir-se'. Exemplos tradicionais são os membros Ihuriro trabalharem juntos alternadamente na terra de cada um dos membros, existem também sistemas de poupança rotativa semelhantes, de transporte de doentes, prestação de cuidados aos idosos ou reconstrução das casas. Ihuriro tem como base os valores culturais tradicionais de reciprocidade e solidariedade e é auto-organizado.

No Ruanda, a ACORD apoia a abordagem da tradição Ihuriro no debate e tomada de acção colectiva sobre questões como erosão do solo, direitos de terra, VIH e SIDA, género e conflitos. A abordagem tem sensibilizado o cidadão comum de modo a ter consciência e exercer os seus direitos, interagir com o governo local e participar na definição das políticas e práticas e, acima de tudo, na implementação de iniciativas de subsistência para o alcance da soberania alimentar. Saiba mais sobre a abordagem Ihuriro através do vídeo a seguir, produzido pela ACORD Ruanda!


Ihuriro da ACORD no Vimeo.

Projectos em curso

Desde 1979 que a ACORD está a desenvolver as suas actividades no Ruanda, implementando uma vasta gama de projectos orientados para a redução da pobreza e da exclusão e discriminação. O empoderamento da sociedade civil tem estado no cerne da programação. A actual estratégia da ACORD centra-se no reforço das condições de vida das populações rurais e da sua capacidade de defesa dos direitos e alcance da soberania alimentar. Para o efeito, a ACORD está a implementar os seguintes projectos em colaboração com 114 ihuriro e organizações parceiras locais, combinando actividades práticas com a advocacia.

Direitos de terra da mulher: aprimorar o conhecimento e a consciência dos direitos e das políticas de terra, apoiar as mulheres na garantia de posse de terra e no aumento da produção através de técnicas agrícolas melhoradas, insumos e formas sustentáveis de preservação da terra.

Famílias chefiadas por crianças: promoção de solidariedade, prestação de cuidados e protecção de famílias chefiadas por crianças dentro da sua comunidade e criação de condições de acesso à habitação, educação, saúde, espaço de expressão e de debate e oportunidades seguras de geração de rendimentos.

Integração interna e externa do VIH e SIDA pela ACORD e organizações parceiras, intercâmbio e gestão do conhecimento e actividades de lobbies e advocacia.

Parar os APEs: como parte de um projecto de capacitação da sociedade civil da África Oriental para participar de debates sobre políticas públicas, levar a cabo acções de sensibilização e campanhas em torno das negociações comerciais que afectam o Ruanda.

Locais onde desenvolvemos as nossas actividades no Ruanda

A ACORD desenvolve as suas actividades em seis distritos no país: Musanze no noroeste, Gicumbi no nordeste, Kirehe no leste, Bugesera no sul, Kamonyi no centro e Ngorerero na região ocidental.


Veja no mapa ampliado a localização geográfica das actividades da ACORD no Ruanda.

Comunidades contam as suas histórias no Ruanda

Nyirahabimana é uma viúva de 38 anos e mora no distrito de Murambi, na província de Umutara. O seu marido faleceu em 1994, deixando-a com três filhos. Tendo trabalhado como agente da polícia durante dez anos, o marido fora membro de um sistema de Segurança Social. Após a sua morte, Nyirahabimana tentou reivindicar os benefícios, mas não teve sucesso. Em 2002, a ACORD começou a trabalhar com agregados familiares chefiados por mulheres e raparigas e Nyirahabimana foi uma das primeiras pessoas a apresentar queixa. Uma advogada, contratada para fazer o acompanhamento do caso, ajudou-a a obter a certidão de casamento, as certidões de nascimento dos filhos, a certidão de óbito e o certificado de emprego do seu marido. Em seguida, Nyirahabimana acompanhou a advogada aos escritórios do fundo de segurança social a fim de proceder à entrega dos documentos. A sua petição foi considerada positivamente e Nyirahabimana agora recebe um subsídio mensal de 3.500 francos e os seus filhos recebem um subsídio vitalício de 1.800 francos cada. Estes rendimentos permitem-na satisfazer as necessidades básicas da sua família.

Nossos parceiros no Ruanda

No Ruanda, a ACORD trabalha em parceria com organizações e grupos que compartilham dos nossos objectivos, valores e a abordagem centrada nas pessoas. A ACORD jogou um papel-chave no surgimento de várias das mais activas organizações da sociedade civil no Ruanda, incluindo ARDI, ARAMET, DUHAMIC e CCOAIB. Relativamente às questões do VIH e SIDA, a ACORD está a trabalhar em parceria com CNLS (Comissão Nacional de Combate à SIDA), TRAC, Fórum das ONGs sobre VIH e SIDA e a Rede de Pessoas que Vivem com VIH e SIDA. A ACORD criou uma coligação dos direitos de terra composta por Action Aid, Haguruka, Pro Femme, Reseaux de Femme, RISD e pela Rede de Mulheres do Ruanda.

O governo do Ruanda apoia os projectos de campo da ACORD no domínio de segurança alimentar através do Ministério da Agricultura e dos Ministérios de Governação Local, Planificação e Comércio.

A ACORD tem recebido apoio inestimável de doadores internacionais, incluindo Big Lottery Fund (Reino Unido), Comic Relief (Reino Unido), CUTS (Consumer Unity and Trust Society) Internacional, União Europeia, Jersey Overseas Aid e Oxfam.

Fotografias, vídeos e publicações

Pode transferir as nossas publicações a partir do programa de Área do Ruanda. Podemos enviar fotografias e vídeos do trabalho da ACORD no Ruanda mediante pedido por escrito remetido ao seguinte endereço: communications@acordinternational.org.

Como pode apoiar as comunidades no Ruanda

As doações financeiras e o apoio em espécie aos Programas da ACORD no Ruanda contribuem sobremaneira no trabalho que desenvolvemos com os ihuriros, bem como na reintegração de famílias chefiadas por crianças e das estratégias de empoderamento da comunidade. Estas acções constituem factores críticos de capacitação para a implementação bem sucedida dos nossos projectos. O compromisso e a apropriação da manutenção das instalações pelas próprias comunidades garantirão o impacto duradouro dos nossos programas na sua subsistência e no seu desenvolvimento.

Subscreva ao nosso boletim informativo, visite o escritório mais próximo da ACORD ou telefone-nos a fim de obter mais informações sobre as nossas actividades.

  • ruanda
  • Ruanda em Números

    Contacte-nos no Ruanda

    Convidamo-lo a contactar ACORD no Ruanda:

    •  por correio eletrônico

    info.rw@acordinternational.org

    •  por correio postal

    BP 1019
    Kigali
    Ruanda

    •  por via telefônica

    +250 252 573 614
    +250 252 574 619


    Retrato de François Munyent-wariFrançois Munyent- wari, Coordenador de país pela ACORD em Ruanda.