Guiné

Ao longo de um período de 20 anos, os conflitos na Serra Leoa, Libéria e Côte d'Ivoire originaram instabilidade política e movimentos de refugiados na Região da Floresta da Guiné. Estes conflitos foram agravados pelos movimentos de populações deslocadas internamente como consequência de problemas de ordem interna. O repatriamento dos refugiados da Libéria foi concluída e os campos de refugiados foram encerrados. Todavia, a sua presença prolongada contribuiu para a deterioração da infra-estrutura, degradação ambiental e insegurança alimentar.
O Governo da Guiné atribui alta prioridade à situação prevalecente na Região da Floresta da Guiné. Todos os actores reconhecem a importância da sua estabilidade para a paz na sub-região e a ACORD trabalha com as comunidades, parceiros e autoridades locais para ajudar a população a restabelecer a normalidade através da reconstrução de meios de subsistência sustentáveis, consolidação da paz e gestão dos recursos naturais a fim de garantir a segurança alimentar a longo prazo.
Prevalece ainda uma instabilidade política significativa na Guiné que amiúde dificulta as actividades das agências na implementação dos seus programas. Neste âmbito, a ACORD trabalha em parceria com o ACNUR.

Projectos em curso

Desde 1985 que a ACORD tem vindo a implementar programas de construção da paz e de segurança alimentar, principalmente, na Região da Floresta da Guiné.

>> Construção da paz: na Região da Floresta da Guiné, este programa compreende intervenções práticas que vão desde actividades de protecção dos direitos das pessoas deslocadas internas e dos refugiados, participação comunitária, diálogo, capacitação, sistemas de alerta precoce, desenvolvimento de contratos sociais dentro das comunidades, programação na perspectiva do género até sensibilização. Os beneficiários visados são: refugiados, deslocados internos, órfãos, viúvas e pessoas portadoras de deficiências, que dependem fundamentalmente de ajuda alimentar externa.

>> Segurança alimentar: A Guiné é dotada de imensos recursos naturais e pesqueiros, bem como de uma agricultura que se encontram ainda pouco explorados. A região da Floresta da Guiné está no centro de um crescente conflito em tornos dos recursos naturais; por outro lado, o desmatamento ameaça a segurança alimentar e a paz. A ACORD participa, juntamente com as comunidades, os comités locais e as autoridades locais, de um processo de gestão dos recursos naturais que também compreende actividades de reflorestamento e técnicas agrícolas melhoradas.

>> Direitos da mulher: As mulheres estão cada vez mais conscientes dos seus direitos e responsabilidades como resultado das campanhas de sensibilização da ACORD que visam abordar de forma determinada as questões que lhes dizem respeito. Estão mais preparadas para se engajarem em processos sociopolíticos regionais e nacionais. O elevado número de inscrições de mulheres no censo e nas eleições também é um testemunho da sua crescente confiança na articulação dos destinos sociais e políticos do país. Em locais como Bounouma e Balizia, as mulheres têm demonstrado uma atitude proactiva excepcional no melhoramento da sua situação. Sempre se dispõem a participar em actividades para dar rumo e melhorar as suas vidas e as suas actividades podem servir de exemplo para outras regiões.

Locais onde desenvolvemos as nossas actividades na Guiné

Na Guiné, a ACORD está a implementar os seus programas em Macenta, Guéckédou, N'Zerekore e Yomou. N'Zerekore, localizada no corredor sudeste do país, é uma região agrícola fértil e o celeiro do país e da região em geral.


Veja, no mapa ampliado, a localização geográfica das actividades da ACORD na Guiné.

Comunidades contam as suas histórias na Guiné

"Antes desta formação, os membros da nossa comunidade continuavam engajadas em actividades que fomentavam conflitos e malícia porque as pessoas não tinham consciência das suas consequências. Agora, as coisas mudaram. Estamos mais esclarecidos quanto às formas de prevenção de conflitos e sobre como nos podemos relacionar com os nossos vizinhos. Saudamos a ACORD na Guiné por ter organizado estas reuniões sobre a construção da paz e por ter reunido as comunidades para dizerem não às hostilidades inter-comunitárias", disse Ousmane, um participante num dos encontros que formam uma série de reuniões sobre a construção da paz e negociação realizadas em Conakry.

Nossos parceiros na Guiné

A implementação dos programas da ACORD na Guiné toma em consideração as contribuições do Conselho Regional das Organizações da Sociedade Civil na região da Floresta da Guiné, bem como as comissões locais de reconciliação e prevenção de conflitos.

Os parceiros doadores incluem o UNHCR e CCFD- Terre Solidaire.

Fotografias, vídeos e publicações

Pode transferir publicações relacionadas com as nossas actividades aqui.

Em marcha pela justiça social no Oeste Africano (DVD, 2011). Descubra como comunidades marginalizadas e esquecidas do Oeste da África se organizaram e trabalharam para conquistar seus direitos mais fundamentais, mais particularmente seu direito à alimentação.
   inglês
| francês

Podemos enviar fotografias e vídeos do trabalho da ACORD na Guiné mediante pedido por escrito remetido ao seguinte endereço: communications@acordinternational.org.

Como pode apoiar as comunidades na Guiné

Envie doações para apoiar projectos com impacto positivo na vida dos membros mais vulneráveis das comunidades de Macenta, Yomou, N'Zerekore e Guéckédou, na Guiné. As doações em espécie também se traduzem numa melhoria directa das condições daqueles que são afectados pelas circunstâncias nocivas e muitas vezes salvam vidas.

Alternativamente, aliste-se como voluntário e coloque à disposição da ACORD as suas habilidades e conhecimentos ou junte-se a qualquer uma das nossas campanhas, assine as nossas petições e tome parte nas nossas actividades de mobilização ao nível das bases. A sua presença e participação contam!

  • guiné
  • Guiné em Números

    Índice de desenvolvimento humano:
    178º num total de 187 países

    População: 10,3 milhões

    Expectativa de vida ao nascimento:
    54,1 anos


    Emprego no sector agrícola:
    79% (4,1 milhões)

    Seroprevalência:
    1,3%

    Mulheres no parlamento:
    (parlamento dissolvido após golpe)

    Refugiados e internamente deslocados vivendo na Guiné:
    16 mil

    Contacte-nos na Guiné

    Convidamo-lo a contactar ACORD na Guiné:

    •  por correio eletrônico

    info.cg@acordinternational.org

    •  por correio postal

    BP 1653 Conakry
    Guiné

    •  por via telefônica

    +224 115 886 42


    Retrato de Macky BahMacky Bah, Coordenador de país pela ACORD na Guiné.